5 aplicações inteligentes e eficazes de Realidade Virtual na saúde

5 jun
Uso de VR para saúde é uma grande tendência

Imagem: divulgação

Veja como aproveitar o potencial de uma tecnologia que promete um crescimento de uso de mais de 50% no cuidado de pacientes até 2023 para o seu negócio.

                                                                                                                                                                                                                                                Por Amanda Watanabe

Virtual Reality, ou realidade virtual aqui no Brasil, é uma tecnologia que está em alta, sendo principalmente associada a experiências diferenciadas em games, filmes e outras formas de entretenimento. Mas não é apenas ao entretenimento que o VR está associado. Na saúde, muitas aplicações são possíveis e já estão sendo realizadas por muitos profissionais e empresas especializadas no cuidado do paciente. Inclusive, já mencionamos o uso dessa tecnologia no auxílio ao tratamento de idosos nesse post aqui.

Sendo assim, neste texto reunimos as 5 aplicações mais eficazes dessa tecnologia na saúde para você se inspirar no cuidado de seus pacientes.

1. Base para treinamento

Uso de VR para treinamento médico

Image: divulgação

 

Por simular a realidade através do uso de um óculos especial, essa tecnologia é bastante propícia para treinamento de profissionais de saúde como médicos, enfermeiras e cuidadores de pacientes, podendo recriar situações de trabalho reais de forma eficiente, com baixos custos, e, principalmente, livre de riscos.

O VR já é aplicado para o estudo de procedimentos complexos como cirurgias e trabalhos de parto, e apresenta resultados bastante promissores. Em uma realidade virtual, o profissional pode repetir operações médicas quantas vezes achar necessário, sem colocar a vida de pacientes em risco. Além disso, o programa permite que o médico estude novos métodos e práticas cirúrgicas, de um modo que não seria possível em um treinamento tradicional.

As situações recriadas se mantém fiéis à realidade, fazendo pacientes se comportar da mesma forma que um ser humano real. Reações de dor, sangramentos, e demais sintomas são colocadas no programa, de forma a simular também os riscos e consequências das ações no treino. Dessa forma, um erro fatal nos procedimentos pode até levar o paciente virtual a óbito.

2. Tratamento de dor

Realidade virtual desvia a atenção do paciente da dor

Image: divulgação

 

Foi descoberto por pesquisadores de um hospital em Los Angeles que desviar a atenção do paciente da dor, pode apresentar resultados impressionantes, reduzindo o sofrimento em até 24%. Com base nisso, a aplicação de realidade virtual pode ser aplicada como um paliativo para dor em uma série de tratamentos, colocando o foco do paciente em situações agradáveis como lugares relaxantes, e até introduzindo jogos interativos.

Um exemplo dessa tecnologia no Brasil é sua inserção na aplicação de vacinas em crianças, experiência que pode ser bastante traumática, principalmente para os mais novos. Hoje, já são vários centros de vacinação que contam com os vídeos animados com personagens interativos, que acalmam a criança e desviam a sua atenção da dor da picada da agulha.

Mas indo além da distração, estudos têm sido feitos em torno da capacidade do VR tratar a dor através do estímulo do cérebro para bloquear os receptores de dor, da mesma forma que um analgésico age. Sendo uma promessa bastante interessante para o futuro dessa tecnologia.

3. Fisioterapia e terapia ocupacional

Uso de realidade virtual auxilia no engajamento da fisioterapia

Image: divulgação

 

Assim como jogos simuladores de exercícios, bastante populares em plataformas de jogos virtuais, o VR pode ser utilizado em terapias nas quais os pacientes precisam de estímulos para movimentarem-se. A utilização de realidade virtual em forma de jogos interativos ou até apenas em outros cenários aumentam o engajamento da terapia, que passa a ser mais interessante e estimulante para o paciente.

Além disso, o procedimento auxilia o terapeuta, que pode ter acesso aos dados de movimento do paciente, o que o permite verificar a eficácia do tratamento, podendo alterar os exercícios e os parâmetros de acordo com o desempenho de cada paciente, garantindo uma terapia também mais exclusiva para diferentes pessoas.

4. Lidar com Ansiedade e estresse

Tratando o stress com realidade virtual

Image: divulgação

 

Problemas de saúde mental estão cada vez mais comuns na vida dos indivíduos, devido ao ritmo cada vez mais incessante de trabalho e diversas outras situações da vida moderna. Frente a isso, uma aplicação bastante conveniente para a tecnologia é o controle de problemas como Ansiedade e estresse. Esse controle é possível pois coloca o indivíduo com o foco da apreensão de modo real, para que ele possa enfrentá-lo e se acostume com a situação que causa o sentimento.

Além disso, pode proporcionar ambientes relaxantes imersivos, para que a pessoa possa ter uma forma de escape da situação que lhe causa mal-estar, e assim poder até promover práticas como melhor respiração e meditação estritamente antes ou após a situação traumática.

5. Combater fobias

Tratar fobias com o uso de realidade virtual

Image: divulgação

 

Assim como o item anterior, o VR dá a possibilidade de um indivíduo encarar circunstâncias que lhe causam mal-estar, mas com a segurança de não ser uma experiência real. Dessa forma, pessoas que sofrem com fobias intensas, agorafobia, claustrofobia, entre outras, podem lidar com o medo, para que possam se acostumar e combater a sensação desagradável.

Outra aplicação bastante interessante é o tratamento de pessoas com autismo, na qual é possível simular situações cotidianas de convívio social,e permite aos pacientes praticarem a interação e a fala com pessoas diferentes.

 

Todos esses usos garantem eficiência as instituições e aos profissionais de saúde pela substituição de métodos tradicionais de procedimentos que atendem menos pessoas, levam mais tempo, ou então não apresentam a facilidade que uma tecnologia portátil oferece. Além disso, pelo fato de todas as aplicações poderem ser facilmente replicadas e customizadas, o custo das operações caem.

Dessa forma, não deve demorar muito para que a realidade virtual esteja em grande parte dos tratamentos de saúde modernos e inovadores. 

Quer ler mais conteúdos? Se inscreva aqui para receber em primeira mão!

 

Amanda Watanabe atua no Inbound Marketing na TNH Health.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *